zoom

GIRL POWER! O possível retorno das Spice Girls


Apareceram alguns rumores de que as Spice Girls voltariam em turnê…

Spice Girls

Tudo começou em 1993, quando a revista britânica “The Stage” resolveu promover um grupo pop exclusivamente feminino:

“Quer ser estrela? Tem entre 18-23 anos e sabe cantar e dançar? Você é dinâmica, extrovertida, ambiciosa e esforçada? A Heart Management está montando um espetáculo pop com coreografia, canto e dança, formado apenas por garotas, para a gravação de um espetáculo. Testes abertos, trabalhos de dança, Rua Balderton, 16, sexta-feira. 4 de março.”

Uma ideia verdadeiramente  brilhante do empresário Bob Herbert, quando imaginaríamos que seria uma febre? Foram reunidas centenas de garotas que passaram pelos processos de seleção rigorosos. As cinco girls selecionadas foram: Melanie Brown, Melanie Chisholm, Geri Halliwell, Victoria Adams e Michelle Stephenson, formando o grupo Touch. Não durou muito, pois Michelle deixou o grupo porque sua mãe estava doente. Cobrindo o desfalque, fizeram mais uma seleção para encontrar uma substituta. Foi então que Emma Bunton, amiga de Victoria, se juntou ao grupo.

As meninas acabaram ficando sem empresário, morando juntas, criando músicas e ensaiando coreografias. Após muita dieta e ginástica, decidiram que “Spice” era um nome melhor que “Touch”, e apesar de já existir um rapper com esse nome na época, elas adicionaram o “Girls”. O Touch virou as Spice Girls. E assim, e tornariam o maior grupo de musica pop da época.

Depois de gerenciarem a própria carreira atrás de jornalistas, empresários e caça talentos para que as ouvissem e gostassem de seus trabalhos, as meninas encontraram Simon Fuller, chefe da agência 19 Management. Juntos, uniram forças e conseguiram um contrato de lançamento com a Windswept Pacific, e assinaram com a gravadora Virgin. Naquela época, a Virgin era considerada uma saída para artistas não padronizados, e nesse momento a empresa estava justamente procurando apostar em novos preceitos. Já ouviram sobre local certo na hora certa? Esse era o momento das Spice Girls!

Após um representante do canal “The Box”, concorrente da MTV na Inglaterra, decidir transformar o primeiro clipe das garotas em um furo de reportagem, provocou uma histeria nos futuros fãs do grupo. E assim, o mundo quis conhecer as Spice Girls! O público precisava saber  quem eram aquelas cinco garotas e imploravam pela reprise do clipe, que acabou sendo exibido 70 vezes por semana na TV. O acontecimento foi concebido como um fenômeno pela imprensa e pelo público. Em julho de 1996, o single “Wannabe” foi lançado oficialmente e o Girl Power – slogan do grupo que trazia uma visão feminista – começou a se ampliar pelo mundo.

Em março de 1998, nenhum fã esperava e acabou acontecendo: o quinteto virou um quarteto quando Geri Halliwell preferiu abandonar o grupo. A declaração de Geri foi lida para a imprensa mundial pelo seu porta-voz, Julian Turton:

“Esta mensagem é para os fãs. Tristemente, eu gostaria de confirmar que eu saí das Spice Girls. Isto por causa de diferenças entre nós. Eu estou certa de que o grupo continuará tendo sucesso e eu desejo a elas o melhor. Eu não tenho nenhum plano imediato. Eu desejo pedir desculpas a todos os fãs e agradecer a todos que estiveram entre nós. Com muito amor, Geri. PS: Eu voltarei.”

Logo após, Alan Edwards, um porta-voz das Spice Girls, leu a declaração oficial do grupo:

“Nós estamos chateadas e entristecidas pela saída de Geri, mas nós a apoiamos em tudo que ela deseja fazer. As Spice Girls estão aqui para ficar, veremos vocês nos shows. Nós pedimos desculpas a todos os nossos fãs por terem que passar por tudo isso. Com todo o nosso amor, Victoria, Emma, Mel C, Mel B. PS: Amizade nunca acaba!”.

A primeira apresentação pública como quarteto aconteceu em junho de 1998, em Modena, na Itália. Os rumores sobre o fim do girl group forma desconsiderados após o lançamento de “Viva Forever”, número um nas paradas britânicas.

Em agosto desse mesmo ano, foi anunciado que Victoria e Mel B estavam grávidas de 3 meses, assim, fez com que os rumores do fim do grupo voltassem. No mês seguinte, Melanie se casou com Jimmy Gulzar, dançarino do grupo.
Já Victória, estava esperando um baby do jogador de futebol, David Beckham.

O último show da turnê mundial aconteceu dia 20 de setembro, onde se apresentaram para 52 mil pessoas no Wembley Stadium, em Londres.E m dezembro de 98 as Spices se igualaram aos Beattles com seu single – que particularmente é um hino – “Goodbye“, e tiveram três singles natalinos consecutivos em primeiro lugar. Esse hit já não teve a voz de Geri, o que mostra mais ainda que o grupo era fenomenal e não se abalou tanto com a saída de uma integrante. Em 2000, “Forever” foi lançado depois de quase dois anos de espera. Na metade do mês, o single “Holler” já era o mais executado do mundo.

Spice Girls era mais que um grupo de garotas que faziam sucesso, foi a união de forças femininas pelo seu espaço no mundo artístico, mostrando a garra feminista, seus direitos, valores e essas cinco garotas tiveram reconhecimento merecido pelo excelente trabalho feito. Assim, abriram portas pra muitas novas girl bands e cantoras para que se encorajassem e representassem o sexo feminino em forma de arte.

A tão aguardada volta das garotas foi anunciada, e desta vez é para valer. Na quinta-feira (15) passada, o site TMZ informou que as integrantes já teriam assinado um contrato que tem como objetivo realizar a turnê de reunião. De acordo com a fonte, Mel B foi a última a confirmar e assinar o contrato, as integrantes já estão cientes do número exato de apresentações e localizações que acontecerão no Reino Unido e nos EUA. A última reunião do grupo foi em 2007 e na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres, na Inglaterra, em 2012.

Esperançosos, ansiosos e otimistas. É assim que estamos aguardando a confirmação da volta do fenômeno que são as Spice Girls.

Por Maria Eduarda, do On Backstage


Deixe seu comentário


Envie sua matéria


Anexar imagem de destaque