press

Série O GLOBO / Dell’Arte Concertos Internacionais 2012: Orchestre National Du Capitole de Toulouse


Orchestre National Du Capitole de Toulouse sobe ao palco do Theatro Municipal do Rio, no dia 17 de maio, para lançar a 19ª temporada de uma das mais prestigiadas séries de música clássica do país

dellarte-2012-toulouse-destaque1

Uma das mais emblemáticas orquestras sinfônicas da França, a Orchestre National Du Capitole de Toulouse ocupa no dia 17 de maio o palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro para o lançamento da 19ª temporada da Série Dell’Arte Concertos Internacionais 2012. Depois de 18 anos e mais de 150 atrações, a Série, consagrada hoje como um dos principais eventos de música clássica do país, terá este ano um caráter comemorativo: suas 10 atrações, que reúnem alguns dos mais importantes e significativos nomes do cenário clássico na atualidade, celebram os 30 anos da Dell’Arte, hoje uma das mais ativas e tradicionais produtoras culturais da cidade e do país.

Fundada no início do século XIX, especialmente para acompanhar as temporadas de ópera do Théâtre du Capitole, a orquestra teve entre seus diretores musicais André Cluytens, Georges Prêtre e Michel Plasson, figura decisiva em seu desenvolvimento, que a colocou em nível internacional. O sucesso levou o Ministério da Cultura da França a elevá-la ao patamar de “Orquestra Nacional”. Com regência do maestro russo Tugan Sokhiev, e tendo como convidado o pianista francês Bertrand Chamayou, a orquestra apresentará para os cariocas um programa que inclui Debussy (“L’Après-midi d’un Faune”), Ravel (“Concerto para Piano em Sol Maior”) e Berlioz (“Sinfonia Fantástica”).

A Série Dell´Arte faz parte do Circuito Cultural Bradesco Seguros, que apresenta para o público brasileiro um calendário diversificado de eventos artísticos com espetáculos nacionais e internacionais de grande sucesso, em diferentes áreas culturais como dança, música erudita, artes plásticas, teatro, concertos de música, exposições, etc.

A Orquestra

A Orchestre du Capitole de Toulouse afirmou-se como orquestra sinfônica depois de 1945. Entre seus principais diretores estiveram nomes como André Cluytens e Georges Prêtre, mas foi a chegada de Michel Plasson, em 1968, que assinalou uma etapa decisiva na vida do conjunto. Sob sua direção, a vocação sinfônica da orquestra desenvolveu-se consideravelmente. Plasson empreendeu numerosas turnês fora da França e construiu uma importante discografia com a EMI France. O efetivo da orquestra passou para cento e quatro músicos, no quadro do plano de renovação musical lançado por Marcel Landowski.

Em 1980 o Ministro da Cultura concedeu-lhe o título de Orquestra Nacional. Em 2003 Michel Plassondeixou a direção da Orchestre National du Capitole de Toulouse, passando a ser seu Regente Honorário. Em 2005 o regente russo Tugan Sokhiev tornou-se regente convidado principal e conselheiro musical, tornando-se, a partir de 2008, seu diretor musical.

A Orchestre National du Capitole de Toulouse realiza sua temporada sinfônica na Halle aux Grainx de Toulouse e sustenta a temporada lírica e de balé do Théâtre du Capitole, além de dar numerosos concertos de descentralização regional. Ela é regularmente convidada para participar de festivais como o “Piano aux Jacobins”, “Chorégies d’Orange”, “Nuits de Fourvière” e “Présences de Radio France”, além de empreender numerosas turnês ao estrangeiro que lhe permitem tornar-se conhecida por um público internacional.

A orquestra gravou inúmeros discos com artistas prestigidados da cena internacionais, como seus últimos registros com Michel Plasson de Carmen com Angela Gheorghiu e Roberto Alagna, que obteve grande sucesso de público e crítica e que recebeu um “Victoire de la Musique Classique 2004” na categoria “Gravação Clássica do Ano”; e um DVD de Werther de Jules Massenet (versão para barítono) gravado no Théâtre du Châtelet com Thomas Hampson e Susan Graham (2006).

Tugan Sokhiev e a Orchestre National du Capitole de Toulouse assinaram um contrato com o selo Naïve Classique, pelo qual já lançaram dois CDs: Quadros de um Exposição de Mussorgsky com a Sinfonia Nº 4 de Tchaikovsky (2006) e Pedro e o Lobo de Prokofiev, com a participação de Valérie Lemercier (2007). Em fevereiro de 2008 a orquestra recebeu um “Victoire d’honneur” por ocasião de 15ª edição dos “Victoire de la Musique Classique”, que aconteceu na Halle aux Grains de Toulouse.

Tugan Sokhiev, regente

Tugan Sokhiev é Diretor Musical da Orchestre National du Capítole de Toulouse, onde atuou como Regente Convidado Principal por três temporadas, antes de assumir seu posto atual, em 2008. Ele também foi recentemente indicado Diretor Musical Designado da Orquestra Sinfônica Alemã de Berlim, tendo assumindo o título pleno de Diretor Musical no início da temporada 2012-2013. O relacionamento entre Sokhiev e seus músicos vem sendo alvo de crescentes elogios. Ele também possui uma ampla associação com o Teatro Mariinsky, sendo constantemente requisitado pelas principais cenas líricas e orquestras de todo o mundo.

A estreia de Sokhiev com a Filarmônica de Viena em 2009 foi aclamada pela crítica. Outros destaques recentes de sua carreira incluem a estreia com a Filarmônica de Berlim, com os críticos locais o saudando como “Dirigentenwunderwaffe” (regente miraculoso), e a Filarmônica de Rotterdam. Regeu A Dama de Espadas de Tchaikovsky na Ópera de Viena e vem atuando com frequência com as orquestras Sinfônica Alemã de Berlim, da Rádio Finlandesa e Santa Cecilia, além de dirigir concertos e turnês europeias com a Philharmonia Orchestra (com a qual se apresenta em todas as temporadas) e a Mahler Chamber Orchestra. Seus compromissos com o Teatro Mariinsky incluem várias novas produções, e os planos para Toulouse englobam novas gravações, extensas turnês e produções de ópera no Théâtre du Capitole. Suas apresentações no Théâtre des Champs-Elysées com a Orchestre National du Capitole de Toulouse valeram-lhe, em 2005, a indicação como “Révélation musicale de l’année” pelo Sindicato dos Críticos Franceses.

Ao longo de sua colaboração com a instituição de Toulouse, ele regeu vários concertos aplaudidos pela crítica na França, Alemanha, Viena, Croácia, Espanha, China, Japão e Rússia. Suas duas primeiras gravações para o selo Naïve Classique — que incluem a Sinfonia Nº 4 de Tchaikovsky com Quadros de uma Exposição de Mussorgsky e Pedro e o Lobo de Prokofiev — receberam críticas excelentes.

Sokhiev fez sua estreia no Reino Unido em 2002 com La Bohème na Ópera Nacional do País de Gales. No ano seguinte, estrearia no Metropolitan Opera de Nova York diante da companhia do Mariinsky com Eugen Onegin. Sua primeira apresentação no Festival de Aix-en-Provence em 2004, com O Amor das Três Laranjas, também foi altamente elogiada. Seguiram-se vitoriosas remontagens em Luxemburgo e no Teatro Real de Madri. Em 2006 dirigiu um aplaudido Boris Godunov na Grande Ópera de Houston. Em temporadas recentes regeu O Galo de Ouro, Iolanta, Sansão e Dalila, O Anjo de Fogo e Carmen no Teatro Mariinsky e A Dama de Espadas e Iolanta no Théâtre du Capitole.

Bertrand Chamayou, piano

Bertrand Chamayou é uma dos artistas mais requisitados do cenário musical internacional. Seus recitais mais recentes incluem o Théâtre des Champs-Élysées, Herkulessaal, Festival de Música de Bremen, Wigmore Hall, Théâtre du Châtelet, Festival Mostly Mozart de Nova York, Festival de Lucerna, Festival Gergiev de Rotterdam, Festival de Piano do Ruhr, e apresentações com a Orchestre de Paris, London Philharmonic Orchestra, Filarmônica de Rotterdam, Deutsche Kammer Philharmonie, Orchestre National de Bélgique, Filarmônica da Rádio Alemã, Orquestra Sinfônica de Rádio Hessischer, Orquestra Sinfônica WDR, Orquestra Sinfônica SWR, Orchestre National de France e a Royal Scottish National Orchestra.

Em 2011, o pianista comemorou o 200º aniversário de Liszt gravando o Années de pélégrinagecompleto, que vem apresentando em teatros e festivais de várias cidades mundo a fora, como  o Théâtre des Champs-Élysées de Paris, o Festival Musical de Bremen e a Sala de Concertos da Cidade Proibida, em Pequim. Em fevereiro de 2011, Chamayou conquistou um “Victoire de la Musique” na qualidade de Solista do Ano. Aos 20 anos Bertrand foi premiado no Concurso Internacional Long-Thibaud. Em março de 2010, o pianista lançou com grande sucesso o CD César Franck, que recebeu vários prêmios, inclusive o “Editor’s Choise” da Gramophone. Em 2008, seu CD com música de Mendelssohn também foi um marco, o mesmo acontecendo com o CD de 2006, Liszt Live, com os Estudos Transcendentais, editado pelo selo Sony Classical.

Bertrand nasceu em 1981 e estudou com o pianista Jean-François Heisser no Conservatório Nacional Superior de Música de Paris. Completou sua formação com Maria Curcio em Londres e participou de “master classes” com Leon Fleischer, Dimitri Bashkirov e Murray Perahia. Apresentou-se como solista com algumas das melhores orquestras francesas e trabalhou com maestros renomados como Andris Nelsons, Michel Plasson, Lawrence Foster, Yutaka Sado, Ludovic Morlot, Semyon Bychkov, Stéphane Denève e Tugan Sokhiev. Ele toca regularmente em concertos de música de câmara com parceiros como Renaud e Gautier Capuçon, Quatuor Ebène, Belcea Quartet, Sol Gabetta e Antoine Tamestit.

Programa

Debussy L’Après-midi d’un Faune
Ravel Concerto para Piano em Sol Maior
Berlioz Sinfonia Fantástica

SERVIÇO

Orchestre National du Capitole de Toulouse
Tugan Sokhiev, regente
Bertrand Chamayou, piano

Dia: 17 de maio de 2012 (quinta-feira)
Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Endereço: Praça Floriano s/n° – Centro
Hora: 20h30
Vendas: Theatro Municipal
Site: www.ingresso.com
Tel: 4002-0019
Classificação etária: 10 anos

Preço:

SÉRIE 2012 – ASSINATURA

Vendas: 4002-0019
Site: http://www.dellarte.com.br/minisites/concertos/

Desconto especial para assinantes da temporada anual

1) Lugar reservado para toda temporada
2) Prioridade na compra de ingressos para outros  espetáculos Dell´Arte
3) Revista Programa Concertos
4) Convite Vin d’honnour no encerramento Série
5) Mala direta programação Dell´Arte 2012
6) Serviço de manobrista

Preço individual:

  • Frisa/Cam – R$ 2.700,00
  • Plateia – R$ 450,00
  • Balcão nobre – R$ 450,00
  • Balcão superior – R$ 230,00
  • Galeria – R$ 110,00

20% de desconto:
-Assinantes O Globo
-Funcionários e clientes Apsa

50% de desconto para funcionários + clientes + corretores grupo Bradesco.
-Descontos não cumulativos


A MIDIORAMA é responsável somente pela ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO deste evento, não tendo qualquer envolvimento ou responsabilidade sobre a produção, organização, venda de ingressos, agenda ou programação.


Formulário de credenciamento


Instituição

Editoria

Credenciado 1

Press Kit


Galeria de Imagens

Faça o download do Press Kit


Deixe seu comentário


Envie sua matéria


Anexar imagem de destaque